Minhas Palavras Secretas

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Indiscreta – Candace Camp






 Maratona de Banca - Abril 2013

            (Livro Titular)



"- (...) E, lembre-se, não se explique demais.
A vida real é cheia de contradições e erros.
Só as mentiras são perfeitas e uniformes."
(CAMP, 2005, p.124)

        Aloha!

Iniciei a Maratona de Banca 2013 com o pé direito *-*


Cadance Camp - Site Oficial
A escolhida do mês foi a autora Candace Camp! Nascida em 23 de maio de 1949, no Texas, ainda criança começou a demonstrar talento para escrever histórias, aptidão que cultivou como seu principal hobby. Após o lançamento de seu primeiro romance, sob o pseudônimo de Lisa Gregory, resolveu abrir mão da carreira de advogada para se tornar escritora em tempo integral. Atualmente, Candace é reconhecida como uma das autoras de romances históricos de maior sucesso, e seus livros são publicados em diversos países. Mora em Austin, é casada com Pete Hopcus e sua filha Anastasia Hopcus resolveu seguir os passos da mãe, e escreve romances young adult.

Depois de muito ouvir as Blogueiras Gurus que tanto propagavam as maravilhas da narrativa de Camp, resolvi dar uma chance e só posso dizer que não me arrependi nem por um segundo. O livro escolhido foi Indiscreta, uma reedição de 2005 da Harlequin Brasil na série Rainhas do Romance Histórico, cujo original (Indiscreet) data de 1997 da editora MIRA. E para minha surpresa, livro único! Nada de séries com 3 mil continuações.

A história se passa em 1812 e começa com uma terrível confusão! Camilla Ferrand é uma dessas mocinhas que nasceu fora de seu tempo. Cheia de coragem e atitude resolveu que não iria se casar, pois não suportava a ideia de ter algum homem decidindo o que ela deveria ou não fazer enquanto gastava a herança dela com amantes e bebidas. Como ela mesma disse, não via vantagens para as mulheres no casamento e já era considerada uma solteirona, aos 24 anos. Todas essas ideias revolucionárias deixavam o pobre Avô de Camilla preocupadíssimo, temia morrer e deixa-la desamparada no mundo. Um de seus maiores desejos era que a moça encontrasse um bom rapaz, perspicaz o suficiente para laçar esse coração arredio até o altar.
Para acalmar os ânimos do avô e das tias fofoqueiras da família, Camilla resolve inventar um noivo. Adia o encontro da família e do noivo fictício enquanto pode, mas mentiras têm pernas curtíssimas e logo que seu avô fica gravemente doente ela se vê obrigada a ir à propriedade de Chevington Park contar toda a verdade, com toda a preocupação de que isso apenas piore o estado de saúde dele. Levada por esses devaneios não percebe que está no meio de um enorme nevoeiro, com um cocheiro bêbado e inexperiente que fez o favor de perdê-los. O Senhor Benedict os acha literalmente e nesse ponto as confusões de Camilla duplicam X)
Escondido na floresta, Benedict salva a desastrada Camilla e os dois acabam em uma famosa estalagem das redondezas. Camilla conhece Jermyn Sedgewick, amigo de Benedict, e conta todo o seu drama familiar, depois de muitos coquetéis e conversas frouxas sai de lá com uma solução: Benedict para o cargo de noivo! Só que se você pensa que tudo acaba por aí, está duplamente enganado, eles não se suportam e as mentiras envolvidas na história só fazem crescer a cada capítulo, apertando o nó em torno do casal e é surpreendente como Candace consegue alinhar tudo sem deixar pontas soltas. 
Contando assim pode parecer uma história boba que ronda sobre um falso noivado, mas garanto que não é. Eu me diverti muito, gargalhadas no ônibus definem. Mesmo nas situações de tensão você consegue rir. Tem muito romance, ação, aventura, encrencas e mal entendidos a perder de vista. E você ainda pode contar com a enrolada família de Camilla (Tias, Avô e um bando de primos sem fim), contrabando durante o período de dominação napoleônica e assassinatos rondando a história. É uma história que também envolve valores essenciais para a vida como a importância do respeito e da confiança.
Não posso falar muito sobre Benedict, pois tenho medo de deixar escapar algum spoiler, mas não se deixe enganar por ele... #ApaixonadaModeOn
Na verdade não posso mais falar sobre o livro, e tem tanta coisa que eu ainda queria contar... mas esse será um daqueles livros que você precisa confiar na opinião de quem leu e encarar no melhor estilo “pagar pra ver”! Portanto, livro mais que recomendado!

Imagem do Blog - Romances in Pink


Confiram a sinopse:
Benedict Wincross entra na vida de Camilla Ferrand tão rápido quanto puxa o gatilho de sua arma. Seria ele um seqüestrador? Um ladrão? Por que Camilla começou a fazer parte da vida dele sem nem se dar conta disso? Embora Benedict não seja um perfeito gentleman, Camilla percebe que ele é exatamente o tipo de homem de que ela precisa: um noivo temporário para satisfazer as exigências de seu avô, o Conde de Chevington. Por outro lado, Benedict também tem seus interesses em jogo. E um deles é conseguir passe livre em Chevington Park, propriedade da família de Camilla, para conduzir uma investigação secreta sobre corrupção. Benedict e Camilla tem seus objetivos particulares, mas não estão preparados para enfrentarem a paixão forte e inesperada que surge entre eles e que é capaz de colocar ambos em grande perigo. 

Referências:

CAMP, Candace. Indriscreta. Rio de Janeiro: Harlequin, 2005.


Outras Capas ;D

Imagem do Blog  - Amo Romances
Imagem do Site -Mills & Boos






Imagem do Blog -   Leitura Nossa de Cada Dia 

Mahalo! :*










Read More

terça-feira, 23 de abril de 2013

Lista - Maratona de Banca 2013





Alohaaaaa ;D

Pensaram que ficariam livres de mim? Cá estou novamente trazendo minha humilde listinha da Maratona de Banca 2013. Este é o meu terceiro ano de participação nos quatro anos de Maratona. 
Este ano o sistema de escolha dos livros mudou um pouquinho. Anteriormente, eram escolhidos os temas e destes nos ficávamos com a responsabilidade de selecionar entre as autoras os que se encaixavam na temática de cada mês. Em 2013 foram selecionadas duas autoras por mês (uma titular e uma reserva) e podemos escolher qualquer livro de banca da bibliografia delas. Ano passado foi implantado pela primeira vez esta modalidade de livro titular e reserva, mas eu acabei postando apenas os titulares, mesmo lendo todos os reservas também. Vou tentar postar duas resenhas por mês, e que os deuses literários me ajudem nesta missão! Já comecei o titular de Abril e estou gostando muito. Em breve postarei a resenha.

Estranhei muito este novo modelo e até estava desanimada para participar. Mas eu simplesmente AMO os meus livros de banca, e a Maratona é uma motivação para que eu não me deixe levar pelas atribulações da rotina e relegue meus romances para um tempo futuro (que nunca chega).

Abaixo seguem as minhas escolhas =)

Abril 



Maio 



Junho 



Julho 

Sandra Brown– Dois Estranhos (Livros)                                                                  


Agosto 



Setembro 



Outubro 

Nora Roberts– Fruto do Pecado (Livro)         



Novembro 



Dezembro 



Janeiro/2014



Fevereiro/2014



Março/2o14




O que acharam da lista? Todos os títulos estão com links para o Skoob. 
Desde já você está intimado convidado para ler, comentar, elogiar e/ou  xingar os livros e as autoras e assim seguir junto comigo mais esta jornada.
Gostou tanto da ideia que quer participar? Corre lá que ainda dá tempo! Acesse o site da Maratona de Banca e confira as regras, inscrições são aceitas até o dia 30/04. Qualquer dúvida, estou a disposição o//



Mahalo! ;*

Read More

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

A Noiva Roubada – Christie Ridgway


Aloha ;D

Esse é o último post (no último dia) da maratona de banca 2012! Gostaria de deixar bem claro que foi um prazer passar mais um ano compartilhando minhas secretas histórias literárias com vocês. O tema selecionado para o mês de fevereiro foi vingança, livros com personagens que desejassem saborear um belo prato frio. E foi o que eu encontrei em A Noiva Roubada, da até então desconhecida Christie Ridgway.

Só que antes de entrar neste livro, vou precisar abrir um parêntese, por isso tenham paciência *risos*. Ele faz parte de uma série – Milionário do Mês – e é o segundo exemplar de seis! Ou seja, precisei ler o primeiro (Um Romance Inesperado, Maureen Child), para poder ficar por dentro da história.

No livro de Maureen Child você vai conhecer o contexto no qual irão se passar todas as histórias da série. Dez anos antes do contexto atual, os nossos mocinhos ainda eram jovens & despreocupados universitários de Harvard e se denominavam Os Setes Samurais. Em uma noite regada a muita bebedeira prometeram que iriam construir juntos um chalé/casa/mansão e se encontrariam nela dez anos depois para comemorar todas as vitórias alcançadas e fazer um brinde a amizade que os uniu por tanto tempo. Cada um deles passaria um mês na casa, antes da reunião ocorrer de fato. Maaas, veio a vida e refez todos os planos dos moços!

Hunter Palmer morreu vítima de um câncer de pele (não, isso não é spoiler) e deixou um último desejo bem curioso em seu testamento. Para se certificar de que seus amigos cumpririam o prometido mesmo que ele não estivesse por perto, escolheu uma mansão na cidade de Hunter’s Landing como a “casa deles” e cada um deveria passar 30 dias sucessivos no lugar. Ficando acordado que “caso todos cumprissem o acordo e passassem, cada um deles, um mês inteiro na casa, a cidade receberia uma doação de 20 milhões de dólares, além da própria casa, que seria transformada num centro de recuperação para pacientes em tratamento de câncer.” (CHILD, 2007, p.5).

E a ordem de hóspedes ficou assim estabelecida: Nathan Barrister, Luke Barton, Devlin Campbell, Ryan Sperling, Matthias Barton, Jack Howington III.

Um Romance Inesperado trás a história de Nathan e Keira. Para Nathan, ser o herdeiro da empresa hoteleira Barrister é o mesmo que ser visto como um cheque em branco e pensa que todos que ousam se aproximar é porque estão interessados nos bons negócios que a associação ao seu sobrenome traz. Ele não queria sair de sua rotina e ir para Hunter’s Landing, muito menos fazer amigos ou conquistar amantes no local. Planejou se enfurnar na mansão e esperar passar seus 30 dias, para que de qualquer forma pudesse cumprir sua parte no acordo. No entanto, a prefeita da cidade, Keira Sanders, com medo que o milionário morresse de tédio e jogasse tudo para o alto, resolveu fazer com que ele se envolvesse no cotidiano das pessoas da cidade e percebesse o quanto eles são gratos pelos “sacrifícios” que Nathan e seus amigos estão dispostos a fazer para cumprir o desejo de Hunter.

Esse primeiro livro não me cativou muito. Se você acha que conhece uma pessoa mau humorada é porque não conhece Nathan! Ele é um verdadeiro chato de galocha. Keira é muito legal e eu a achei areia demais para o caminhãozinho de Nathan. É uma pessoa guerreira, com uma sinceridade contagiante e que não se deixava abalar por nada que o Sr. Mau Humor de plantão dissesse. Se fosse comigo, não teria tido tanta paciência. Enfim, faltou química entre o casal, apesar do clima quente em meio a uma tempestade de neve com direito a cenas na bancada da cozinha. :p

Na sequência, nosso milionário do mês seria Matthias Barton. Só que o gato já tinha compromisso! Quebrou o orgulho, deu o braço a torcer e ligou para o irmão Luke, perguntando se poderiam fazer a famosa troca entre gêmeos. Luke aceitou, mesmo a contra gosto. Os dois não se falam desde a Universidade, quando o pai deles antes de morrer propôs o seguinte: O gêmeo que conseguisse ganhar o primeiro milhão herdaria todo o patrimônio dos Barton. Matthias venceu e Luke o acusa de ter trapaceado, enfim, os irmãos foram criados para competirem um com o outro, sempre rivais nunca amigos. Luke montou sua própria empresa e conseguiu se um engenheiro eletrônico bem sucedido. Mas a mágoa é uma coisa séria e o combustível ideal para praticar a vingança.

Ao se estabelecer em Hunter’s Landing, sua primeira visita é Lauren Conover, a noiva de Matthias! Já que estava no lugar do irmão no chalé, porque não se passar por Matthias e tomar sua noiva, decretando assim uma vingança completa?  Lauren alheia a toda essa confusão de família, não entende por que só agora ela começa a simpatizar mais com seu noivo e os planos e decisões que a levaram a fazer uma visita surpresa no chalé vão ficando cada vez mais longe...

Gostei bem mais deste volume! Luke e Lauren formam um casal muito fofo, apesar da enorme cabeça dura de Luke. Aqui você também confere como estão Nathan e Keira, além de conhecer Mathias um pouco melhor – que volta para estrelar o 5º romance.

Li apenas esses dois livros e se todos os outros continuarem assim garanto que não é nenhuma série imperdível. Se estiver procurando algo leve para passar o tempo eu indico, agora se quiser dar trabalho ao seu coração e ficar suspirando por semanas, melhor passar longe.
Confiram as sinopses:


Um Romance Inesperado - ( Thirty Day Affair, no Original )
Harlequin Desejo 79 - Série Milionário Do Mês 1/6 - Maureen Child
Milionário Do Mês: Nathan Barrister
Origem Da Fortuna: Rede Hoteleira
 Principal Traço De Sua Personalidade: Sempre Consegue O Que Quer

Nathan Barrister não suportava a idéia de passar um mês na casa de Lake Tahoe. Desde o momento em que chegara, tudo o que queria era partir o quanto antes. Mas ele é pego de surpresa quando o destino lhe prepara uma armadilha. Uma forte tempestade de neve o prende junto com Keira Sanders. Agora, Nathan está certo de que encontrou uma maneira mais interessante de passar os dias até que o tempo mude. Tudo vai depender apenas de que Keira concordar ou não com suas condições...




 A Noiva Roubada – (His Forbidden Fiancée, no Original)
Harlequin Desejo nº 80 – Série Milionário Do Mês 2/6 – Christie Ridgway
Milionário do mês: Luke Barton.
Origem da fortuna: Empresa de tecnologia.
Lema: Acredite no sucesso, rejeite o fracasso.

Após ter sua herança roubada pelo irmão gêmeo, Luke jurou que dedicaria sua vida a atingir dois objetivos; sucesso e vingança. E, quando ele menos espera, em seu mês de isolamento na casa de Hunter, a noiva de seu irmão, Lauren Conover, surge como o instrumento perfeito para seu acerto de contas. Basta uma simples troca de identidade para que Lauren se entregue a ele cegamente... Mas Luke não havia previsto um pequeno detalhe: que seu coração tomasse as rédeas da situação!

E aqui vai a sequência para quem interessar:

Penso que já falei demais fazendo duas resenhas em uma só. Muito obrigada a todos vocês que passaram por aqui ao longo deste último ano, obrigada também pela paciência, principalmente Italo Cintra e Ana Lígia, vocês dão sentido as Minhas Palavras Secretas. Ainda não sei se teremos Maratona de Banca em 2013, qualquer novidade eu passo aqui para contar a vocês :))





Mahalo ;*




Imagens retiradas do blog Fome de Romance.

CHILD, Maureen. Um romance inesperado. Harlequin: Rio de Janeiro, 2007. p. 5.



Read More

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2013

Paixão Sem Disfarce – Natalie Anderson




Aloha :D

Vou começar o post de hoje com um desabafo! Aproveitei os dias de folga da folia de carnaval para revirar a estante e como é desesperador ter tanta coisa para ler e tão pouco tempo para dedicar-se a esse propósito. Achei livros que foram compras de 2010 ainda no plástico, livros da Bienal passada ainda intocados (e esse ano tem Bienal de novo!) e ainda tem os que eu quero reler. E ainda tem aquele medo de não dar conta de tudo, de deixar algo escapar entre as brechas das mãos e do tempo... Essas conclusões tiram a sanidade e o sono de qualquer leitor, eu aposto. Um dia, quando eu crescer bem muito, quero seguir os passos do grande José Mindlin que explana muito bem essas minhas angústias no queridíssimo Uma Vida Entre Livros, que li em 2011, entre a fabricação do TCC:

Li bastante no decorrer da vida, mas o que pode parecer muito, é uma gota d'água diante do que existe e merece ser lido. É por isso que eu gostaria de viver trezentos anos, o que me permitiria ler de vinte cinco a trinta mil livros. Mas como nesse período surgiriam certamente muitos milhares de novos livros, o impasse continuaria. Cheguei à conclusão de que deveria desistir da idéia (como de fato desisti...) contentando-me com a leitura possível. (2008, p. 139)
É triste que assim seja, mas um dia eu me conformo (ou não, hohoho). Agora vamos ao que interessa na postagem de hoje! Já que falei sobre a minha paixão sem disfarce pelos livros, vocês agora serão apresentados à paixão do Carter pela Penny e vice-versa.



Paixão sem Disfarce foi publicado em 2011, com o título The End Of Faking It, pela Harlequin na série Modern Sexy ed. 57. Essa série quase não decepciona e nela são publicados os romances mais quentes da editora.
Carter Dodds foi contratado por Manson para investigar uma possível fraude na contabilidade de sua empresa. E na primeira inspeção do lugar topa com a sexy e eficiente assistente pessoal Penny Fairburn, que estava fora de seu horário de trabalho, com minissaia e salto agulha. Claro que ele tirou conclusões precipitadas sobre ela e claro que ela ficou profundamente irritada com a situação. Isso nada mais é que a boa e velha paixão a primeira vista, com direito a briguinhas birrentas e tudo mais.
O irmão de Penny, Matt, aparece de surpresa e muda o curso dessa história. Penny inventou para a família que tinha um namorado que poderia ser denominado como a 8º Maravilha do Mundo Moderno e quando Matt chega ao escritório de Penny pega ela e Carter em um momento inapropriado aos olhos alheios. Matt deduziu, com certa razão, que Carter era o tal cara e o danadinho do Dodds não desmentiu a conversa e tratou de se apresentar ao “cunhado”.
Depois do primeiro encontro os dois decidem que vão se envolver e não tem raio do céu que mude, mas tudo não pode durar mais do que uma semana, tempo de trabalho que Carter tem na empresa até voltar para sua vidinha normal em Melbourne. Só que assim como na vida, nos romances a regra não muda, nada sai como foi planejado. Penny tem muitos segredos em seu baú pessoal (o que inclui um coração bem partido) e os encobrem com indiferença, viagens, namoros casuais e uma boa e agitada pista de dança. Carter apesar de parecer muito arrogante sob uma primeira impressão é um fofo, cavalheiro do tipo que sempre estará por perto seja qual for a situação. Como ele tem um sexto sentido muito aguçado (vai ver que é instinto nato dos investigadores) consegue desvendar um pouco por baixo da armadura e não vai se contentar até descobrir tudo!
As cenas e os diálogos entre os dois são ótimas. As minhas preferidas foram a da piscina e a do chuveiro. #Perigo!
Enfim, não pense que a história é mais do mesmo, o livro me surpreendeu! Eu estava procurando uma leitura leve e encontrei uma trama pesada no passado de Penny que me deixou remoendo o livro por muito tempo após o termino. Sem contar que aqui não tem o clichê da secretária sem sal nem açúcar que se envolve com o chefe. Natalie soube moldar bem e fugiu do conhecido estigma dos romances de escritório.

Confiram a sinopse:
Trabalhar nunca foi tão gratificante!
Um romance frustrado durante a adolescência ensinou a Penny Fairburn que o fingimento seria o único caminho a escolher. Porém, ao ser convidada a prestar assistência para o belíssimo Carter Dodds, percebeu o quanto estava enganada! Carter é o tipo de homem que pode se servir de qualquer mulher, e gosta de variedade! No entanto, depois de algumas noites ardentes com Penny, ele muda de opinião. Embora ela estivesse sendo verdadeira, Carter impôs um desafio inteiramente novo: fazê-lo admitir seus sentimentos por ele!

Mahalo ;*



P.S: Esse mês ainda terá o livro da Maratona de Banca! 
(A Noiva Roubada - Christie Ridgway)

Read More

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Namore Uma Garota que Lê


Namore uma garota que gasta seu dinheiro em livros, em vez de roupas. Ela também tem problemas com o espaço do armário, mas é só porque tem livros demais. Namore uma garota que tem uma lista de livros que quer ler e que possui seu cartão de biblioteca desde os doze anos.

Encontre uma garota que lê. Você sabe que ela lê porque ela sempre vai ter um livro não lido na bolsa. Ela é aquela que olha amorosamente para as prateleiras da livraria, a única que surta (ainda que em silêncio) quando encontra o livro que quer. Você está vendo uma garota estranha cheirar as páginas de um livro antigo em um sebo? Essa é a leitora. Nunca resiste a cheirar as páginas, especialmente quando ficaram amarelas.

Ela é a garota que lê enquanto espera em um Café na rua. Se você espiar sua xícara, verá que a espuma do leite ainda flutua por sobre a bebida, porque ela está absorta. Perdida em um mundo criado pelo autor. Sente-se. Se quiser ela pode vê-lo de relance, porque a maior parte das garotas que leem não gostam de ser interrompidas. Pergunte se ela está gostando do livro.

Compre para ela outra xícara de café.

Diga o que realmente pensa sobre o Murakami. Descubra se ela foi além do primeiro capítulo da Irmandade. Entenda que, se ela diz que compreendeu o Ulisses de James Joyce, é só para parecer inteligente. Pergunte se ela gostaria de ser a Alice.

É fácil namorar uma garota que lê. Ofereça livros no aniversário dela, no Natal e em comemorações de namoro. Ofereça o dom das palavras na poesia, na música. Ofereça Neruda, Sexton, Pound, E. E. Cummings. Deixe que ela saiba que você entende que as palavras são amor. Entenda que ela sabe a diferença entre os livros e a realidade, mas, juro por Deus, ela vai tentar fazer com que a vida se pareça um pouco como seu livro favorito. E se ela conseguir não será por sua causa.

É que ela tem que arriscar, de alguma forma.

Minta pra ela. Se ela compreende sintaxe, ela entenderá sua necessidade de mentir. Por trás das palavras estão outras coisas: motivação, valor, nuance, diálogo. E isto não será o fim do mundo.

Trate de desiludi-la. Porque uma garota que lê sabe que o fracasso leva sempre ao clímax. Essas garotas sabem que todas as coisas chegam ao fim. E que sempre se pode escrever uma continuação. E que você pode começar outra vez e de novo, e continuar a ser o herói. E que na vida é preciso haver um vilão ou dois.


Por que ter medo de tudo o que você não é? As garotas que leem sabem que as pessoas, tal como as personagens, evoluem. Exceto as da Saga Crepúsculo.

Se você encontrar uma garota que leia, é melhor mantê-la por perto. Quando encontrá-la acordada às duas da manhã, chorando e apertando um livro contra o peito, prepare uma xícara de chá e abrace-a. Você pode perdê-la por um par de horas, mas ela sempre vai voltar para você. E falará como se as personagens do livro fossem reais – até porque, durante algum tempo, são mesmo.

Você tem de se declarar a ela em um balão de ar quente. Ou durante um show de rock. Ou, casualmente, na próxima vez que ela estiver doente. Ou pelo Skype.

Você vai sorrir tanto que acabará por se perguntar por que é que o seu coração ainda não explodiu e espalhou sangue por todo o peito. Vocês escreverão a história das suas vidas, terão crianças com nomes estranhos e gostos mais estranhos ainda. Ela vai apresentar os seus filhos ao Gato do Chapéu e a Aslam, talvez no mesmo dia. Vão atravessar juntos os invernos de suas velhices, e ela recitará Keats, num sussurro, enquanto você sacode a neve das botas.

Namore uma garota que lê porque você merece. Merece uma garota que pode te dar a vida mais colorida que você puder imaginar. Se você só puder oferecer-lhe monotonia, horas requentadas e propostas meia-boca, então estará melhor sozinho. Mas se quiser o mundo, e outros mundos além, namore uma garota que lê.

Ou, melhor ainda, namore uma garota que escreve.




P.S: Eu amo esse texto,  tirando essa piadinha das leitoras Twilight - Of Course ¬¬'




Read More
IalyCintra. Tecnologia do Blogger.

© 2011 Minhas Palavras Secretas, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena